Hora do Foco! Dos 147 Kilos aos 75.

Perder peso, talvez, seja um sonho de muitas pessoas. Eu perdi por necessidade, e te digo como foi a experiência.


1998

Era uma vez um carinha que sempre teve uma infância cheia de doces, pães, comidas industrializadas e muuuuita fritura. Essa pessoa cresceu com a ideia de que se alimentar bem é comer muito.

Para mim, tudo que comia era pouco. Tinha o café da manhã, o lanche da manhã, o almoço, o lanche da tarde, o jantar e o complemento do jantar... comida até umas horas; E você pensa que era uma salada, um peixe ou uma fruta? Pizza, lasanha, bolo com muita cobertura e iria até frutas, mas cristalizadas, dentro das tortas.

- Deu fome né?

- Para mim, enjoo.

Minha vida sempre foi conturbada quanto a essa questão de estética. Falava para mim mesmo que não ligava, que tinha de me amar como eu era; Mas sabe, no fundo, por mais autoaceitação que poderia ter, eu sabia que todo aquele sobrepeso estava me prejudicando. Tive seios avantajados, com barriga larga e coxas enormes que faziam com que nenhuma calça ou short, que deveriam ser do meu tamanho, coubesse. Muitas peças se perdiam com facilidade ao rasgarem no fundo devido o desgastamento pelo atrito contínuo nas coxas sobre o tecido.


2017 - 135 kilos

Levava comigo essa ideia de regimes, saúde, cuidar do coração; Mas nada acontecia, pois quanto mais eu sonhava com mudanças, nada fazia.


Em um belo dia, o médico nutricionista que me consultava com frequência (ia sempre afim de me auto-enganar, pensando que eu estava cuidando da minha saúde, mas na verdade não estava fazendo nada do que era pedido) olhou bem nos meus olhinhos e disse:

- Com esse peso, você pode a qualquer momento morrer!

Nesse momento joguei tudo fora quanto a questão de aceitação, beleza interna e tudo o que já ouvi por ser gordo na vida.

Sabe o ditado "Só sabe a quem o cadarço aperta" ?

Pois é, o meu apertou valendo! Mudei.


Mudei mais por mim, sabe? Estava cansado, não de ser o centro das atenções por ser "gordinho", pois pouco ligava para as pessoas, mas por estar vivendo sérios problemas em minha vida em que até respirar era complicado. Não corria, não agachava, não andava ao menos com pressa... tudo me fazia mal.

Aderi a dieta lowcarb com auxilio de uma nutricionista, e fui aos poucos mudando minha vida por completo. Hoje em dia digo que não faço regime ou dieta, mas sim mudei meus hábitos alimentares. Introduzi mais frutas, verduras, comidas saudáveis.


2019 - 75 kilos

Quer um conselho? Não brigue com a balança, apenas a torne sua aliada. Só você vai saber a hora de mudar ou não. Faça o que sua mente e vida diz, com base no seu limite. Se acha que não deve mudar em nada, arrase! Mas se você ver que tem de mudar e não sabe por onde começar, faça a você mesmo essa pergunta:


- Como eu quero estar no futuro?

Eu tenho certeza que você achará uma boa maneira de recomeço.